Xô, jejum! Atlético Goianiense vence Defensa y Justicia e segue na liderança do grupo F

O jejum acabou! Após cinco partidas, o Atlético Goianiense voltou a vencer na temporada. O rubro-negro bateu o Defensa Y Justicia pela Copa Sul-Americana. O duelo aconteceu na noite desta quarta-feira (4), no estádio Antônio Accioly e o Dragão venceu os argentino por 3 a 2. Os gols foram marcados por Marlon Freitas, Shaylon e Baralhas, enquanto Fontana e Albertengo descontaram para os visitantes. Com o resultado, os goianos chegaram aos nove pontos.

Sem Wellington Rato, Luiz Fernando, Édson e Hayner, Umberto Louzer foi obrigado a mexer na equipe titular. Buscando quebrar o jejum que durava cinco partidas, o treinador optou em voltar Shaylon para a ponta direita, Churin como centroavante e Arthur Henrique ganhou a posição de Jefferson.

Como mandante, o rubro-negro aproveitou o estádio Antônio Accioly e começou pressionando o rival argentino. Com as melhores oportunidades, rapidamente o Dragão teve uma penalidade marcada a seu favor. Na jogada que começou com um lindo chapéu de Jorginho, a bola chegou em Marlon Freitas que finalizou, a bola foi no braço do zagueiro Cardona e o árbitro marcou a penalidade. Marlon Freitas cobrou e converteu, marcando seu sexto gol na temporada.

Mesmo após o gol, o Atlético Goianiense continuou pressionando. O rubro-negro teve as melhores oportunidades, com finalizações de Jorginho, Churin é uma cabeçada de Wanderson. Pelo lado dos argentinos, Cuello acertou a trave e o goleiro Ronaldo pouco trabalhou. Dudu sentiu um pisão e precisou ser substituído ainda na primeira etapa.

Assim que as equipes voltaram, o Atlético Goianiense chegou rapidamente ao segundo gol. Com pouco mais de um minuto, Shaylon recebeu longo passe de Marlon Freitas, driblou a marcação e acertou o ângulo do goleiro Unsain, que nada conseguiu fazer. Foi o oitavo dele no ano, o artilheiro do Dragão na temporada.

Poucos minutos depois, após cobrança de escanteio, Baralhas subiu mais alto que todo mundo e marcou o terceiro do rubro-negro. O gol causou revolta do time argentino, pois eles entenderam que a bola não ultrapassou completamente a linha. O assistente Richard Trinidad com o árbitro Gustavo Tejera chamaram a responsabilidade e assinalaram o tento. O Defensa Y Justicia chegou a descontar com Agustin Fontana, mas não foi o suficiente para colocar os argentinos no jogo. No fim, Lucas Albertengo marcou de cabeça e deu emoção até o fim, mas a vitória dos goianos foi mantida.

Atlético Goianiense volta aos gramados no domingo (8), no clássico contra o Goiás, pela Série A do Campeonato Brasileiro. Pela Sul-Americana, o rubro-negro vai encarar o Antofagasta, novamente em Goiânia, no dia 17 deste mês, pela penúltima rodada da fase de grupos.