Prefeitura de Goiânia premia crianças por redações sobre violência contra mulher

Prefeitura de Goiânia premiou nesta quinta-feira (12) dez alunos da rede municipal de ensino que venceram o concurso de redação “Violência Contra as Mulheres – Triste Realidade”. A solenidade ocorreu pela manhã, no Salão Nobre do Paço Municipal, no 6º andar. O certame contemplou estudantes do 5º e 9º ano da capital.

Vale citar, os jovens foram premiados com itens (tablets, notebooks e celulares) doados pela advogada, conselheira seccional e Ouvidoria-Geral da Mulher na OAB-GO, Priscila Rezende, madrinha do concurso. Foram cinco vencedores em cada uma das duas categoriais textuais: crônicas, com alunos do 9º ano; e história em quadrinhos, com os estudantes do 5º ano.

Nas crônicas, venceram (começando a primeira colocada): Julia Gabriela Mendes Vieira, estudante da Escola Municipal Amâncio Seixo de Brito, com a crônica “O apartamento de cima”; Júlia Vieira de Freitas, aluna da Escola Municipal Presidente Vargas, com a crônica “Mãe, por que teve que ser assim com você?”; e Pedro Henrique Nunes dos Santos, estudante da Escola Municipal Dom Tomás Balduino, com a crônica “Violência contra a mulher”.

Já na categoria história em quadrinhos, venceram: Davi Gass de Azevêdo, aluno da Escola Municipal Paulo Teixeira de Mendonça; Arthur Luka Ferraz Silva, da Escola Municipal Frei Demétrio Zanqueta; e Emanuelle Vitória Batista, aluna da Escola Municipal Bárbara de Souza Morais.

Importância

Vale citar, o evento foi feito em parceria das pastas de Políticas para as Mulheres e Educação. Para o prefeito Rogério Cruz (Republicanos), “meninos e meninas devem, desde muito cedo, eliminar as relações que geram a violência e inferiorizam a mulher”.

Já a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Tatiana Lemos, afirma que “o assunto deve ser pautado para as crianças e adolescentes de forma a torná-los cidadãos proativos na luta em defesa da mulher e contra a violência doméstica”. Ainda segundo ela, “o grande objetivo é fazer com que as crianças e adolescentes pudessem entender, desde sempre e desde agora, o que é a violência contra a mulher. Muitos, infelizmente, vivem na prática essa realidade em casa. Mas nós queríamos que, por meio do concurso, essa discussão fosse levada para dentro dos lares”.

O secretário Municipal de Educação, Wellington Bessa, classificou como “essencial” o concurso e outras ações nos mesmos moldes. “Vocês, crianças, também devem se indignar, escrever e se manifestar no sentido de que hoje, na nossa sociedade, não existe mais espaço para agressões contra as mulheres. Enquanto não existir uma cultura de denúncia, a violência contra a mulher continuará a acontecer de maneira velada.”

Ideia

Karolinne da Silva Santos Pena, secretaria executiva da Mulher do Município de Goiânia, é uma das idealizadoras do concurso de redação. “Em uma conversa com minha madrinha, Marcia Inês, que é professora da rede municipal de ensino, surgiu a ideia do concurso”, revela.

Ao Mais Goiás, ela diz que acredita no poder de transformação do conhecimento, e não tem ambiente melhor para debater um assunto tão urgente como a violência contra a mulher, do que as escolas. “Promover o debate e a reflexão entre crianças e adolescentes, é buscar um futuro mais consciente e respeitoso para com as mulheres.”

Ainda segundo ela, essa é uma pauta de grande preocupação da secretária da Mulher, Tatiana Lemos, e do prefeito Rogério Cruz. “Então, eles logo compraram a ideia e fizeram acontecer, assim como a madrinha do concurso, a advogada Priscila Rezende, que doou os prêmios aos vencedores”, destacou.

Premiação

Gênero Textual: Crônica

1ª Colocação: “O apartamento de cima”, de Julia Gabriela Mendes Vieira – Escola Municipal Amâncio Seixo de Brito

2ª Colocação: “Mãe, por que teve que ser assim com você?”, de Júlia Vieira de Freitas – Escola Municipal Presidente Vargas

3ª Colocação: “Violência contra a mulher”, de Isabel Eloá Silva Ribeiro – Escola Municipal Dom Tomás Balduino

4ª Colocação: “Violência contra a mulher”, de Pedro Henrique Nunes dos Santos – Escola Municipal Dom Tomás Balduino

5ª Colocação: “Divisão de tarefas”, de Isabela Valentina Pequeno Pimentel – Escola Municipal Professora Silene de Andrade

Gênero Textual: História em Quadrinhos

1ª Colocação: Davi Gass de Azevêdo – Escola Municipal Paulo Teixeira de Mendonça

2ª Colocação: Arthur Luka Ferraz Silva – Escola Municipal Frei Demétrio Zanqueta

3ª Colocação: Emanuelle Vitória Batista – Escola Municipal Bárbara de Souza Morais

4ª Colocação: Kamilla Vitória Sousa Silva – Escola Municipal Direito do Saber

5ª Colocação: Jhonata da Conceição Silva – Escola Municipal Alonso Dias Pinheiro