Federação de esquerda quer acelerar palanque para Lula em Goiás

A Federação Brasil Esperança, que incluem o PT, PCdoB e PV, realizaram reunião na segunda-feira (16) e decidiram avançar na construção de palanque para Lula em Goiás. Para isso, irão realizar encontros regionais no Estado. No entanto, ainda não há consenso sobre o nome que será candidato ao governo.

A tentativa é de se chegar a um consenso sobre quem a federação irá lançar como candidato. Lideranças do PT têm dito que a decisão por parte do partido pode acontecer na reunião da executiva marcada para o dia 28 de maio.

Há divergência quanto ao nome a ser lançado no interior da federação. Ala majoritária petista quer o ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica (PUC), Wolmir Amado (PT), como o candidato. Enquanto o PCdoB tem preferência pelo ex-governador José Eliton (PSB).

O PSOL, que não faz parte da federação, quer ajudar no palanque para Lula em Goiás, mas descarta apoio caso o candidato seja José Eliton.

Palanque

O objetivo declarado da federação é se contrapor aos projetos de reeleição do governador Ronaldo Caiado (UB) e do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas sobretudo construir um palanque consistente para o ex-presidente Lula em Goiás.

Pesquisa recente Genial/Quaest, divulgada na semana passada, aponta que a região Centro-Oeste é a única do país na qual Bolsonaro aparece na frente de Lula. Essa liderança foi fruto de uma disparada recente do presente que saiu de 32% para 49% das intenções de voto. O petista caiu 11 pontos, ficando com 31%.