Suspeito de tentar sequestro do ex-prefeito de Itaguaru é morto em confronto

O suspeito de arquitetar a tentativa de sequestro e o roubo à residência do ex-prefeito de Itaguaru, Eurípedes Potenciano da Silva, morreu após trocar tiros com policiais militares na última sexta-feira (24), na zona rural da cidade. Com o suspeito, que veio a óbito no local, a polícia apreendeu drogas e armas.

O homem foi localizado após a polícia receber denúncias de um suspeito de comercializar drogas em Itaguaru, Itaberaí e municípios vizinhos. Durante as buscas, a equipe chegou a um homem com características semelhantes as descritas na denúncia e, ao anunciar a abordagem, foram recebidos com disparos de arma de fogo. Os policiais revidaram e atingiram o suspeito que não resistiu aos ferimentos.

Dois revólveres calibre 38, munições, uma balança de precisão e seis peças de maconha foram apreendidas em posse do indivíduo. Os objetos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Itaberaí.

Ao verificar o nome dele, que não foi divulgado, os policiais constaram que ele possuía passagens por tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo, roubo, tráfico internacional de drogas, além de ser membro de uma organização criminosa que distribuía os entorpecentes pela região central de Goiás.

Tentativa de sequestro e roubo

Ainda segundo os militares, o suspeito seria o responsável por arquitetar a tentativa de sequestro e roubo contra ao ex-prefeito da cidade, em novembro de 2020.

Na data do ocorrido, quatro homens invadiram a casa de Potenciano e fizeram ele, a esposa e uma terceira pessoa que estava na residência de reféns. Dois policiais que estavam de folga e outros agentes da Polícia Militar fizeram uma negociação para que os suspeitos entregassem as vítimas e se rendessem.

Após horas de negociação, o quarteto se rendeu. Os homens tentaram roubar R$ 15 mil em espécie e um relógio de ouro. Os quatro foram presos por tentativa de sequestro e roubo.