Polícia prende suspeito de usar vídeo íntimo para chantagear vítima em Iporá (GO)

A Polícia Civil prendeu, na segunda-feira (22), um homem suspeito de chantagear uma vítima de Iporá, região oeste de Goiás, com um vídeo íntimo. De acordo com a polícia, o suspeito pediu diversas transferências de valores entre R$ 70 e R$ 100. Ao todo, o prejuízo da vítima ficou em cerca de R$ 400. O suspeito, que mora em Senador Canedo, foi encaminhado para a unidade prisional de Iporá pelo crime de estelionato.

De acordo com a investigação, a vítima e o suspeito se encontraram e tiveram relação sexual. A ação foi gravada pelo suspeito sem que a vítima soubesse. Dias após produzir o vídeo erótico, o homem entrou em contato com a vítima e ameaçou compartilhar a filmagem com familiares, amigos e colegas de trabalho caso não transferisse dinheiro para ele.

“Enquanto registrava ocorrência, o telefone dele (vítima) tocou e ele colocou no viva-voz, o criminoso exigiu mais dinheiro. Diante do acontecimento do crime, liguei para Senador Canedo e com os dados levantados, eles (policiais de Senador de Canedo) efetuaram a prisão em flagrante”, afirma o delegado Bruno Ferreira, que participou das investigações, em conjunto com o delegado João Paulo.

Após efetuarem a prisão, os policiais encaminharam o suspeito para a delegacia de Iporá, onde teve o depoimento colhido e foi levado para o presídio municipal por estelionato com pena de até cinco anos de reclusão